terça-feira, 22 de dezembro de 2009

miguelito

na casa da tia su


na casa da mamãe


o miguelito é um gato forte que pesa 4,5 kg e é super ativo. nasceu na casa da tia susan e justamente por isso nunca tive nenhuma preocupação com ele. afinal, é um gatinho que não passou pelos perrengues das ruas; brigas, cruza...

para quem não sabe, antes de eu adotar o miguel, ele se chamava dálmata. ele amargou dois anos esperando ser adotado. desde que eu ganhei o nico, paquero o cara preta no site. a susan sempre postava as travessuras dele, pois além de ser o xodó dela, ele aprontava todas. foi mais de um ano convencendo o gabriel que dois gatos era legal, pois um fazia companhia para o outro.

dia 11 de novembro de 2007 o miguel chegou em casa. lembro até hj a cara que a susan fez quando foi embora. sabe quando a gente segura o choro? a adaptação tb não foi nada fácil. o nico é um gato pentelhinho e o miguel não deixa para trás. depois de alguns dias embaixo do sofá, tiveram muitas brigas, inclusive com machucado no miguel.

o miguel é o gatinho que sempre sonhei, sabe? não que o nico não seja perfeito, mas o miguel é carinhoso, dengoso, ama colo e se esfrega em mim. dorme todos os dias embaixo das cobertas comigo. e ele fica lá a noite toda, sem se mexer, encostadinho nas minhas pernas. eu lembro que eu costumava dizer para ele que ele foi muito esperado e querido e que eu o desejei demais. pq o que sinto pelos meus meninos até dói, sabe?

como vcs sabem, descobri ontem que o miguel é portador de fiv, uma doença que baixa a imunidade dos felinos e que pode fazer com que ele não resista a outra doença, pois não tem anti-corpos para brigar com uma simples gripe. como ela age como a aids humana, acabamos chamando a doença de aids felina.

ter uma notícia desta é simplesmente arrasador. ainda mais pq eu perdi uma gata há pouco tempo de problemas renais e a simples sombra de passar pelo sofrimento de perder um filho de novo, me deixou completamente sem chão.

só que apesar disso, nunca passou pela minha cabeça qualquer atitude se não cuidar dele. e dar amor e afeto para que ele se sinta amado, cuidado e seguro, para que a doença nunca se manifeste. mesmo com todo medo do futuro, jamais me separarei do meu filho e estou aqui escrevendo, pois muita gente tem preconceito com animais portadores de doenças como fiv e felv.

claro que ninguém sonha em ter um animal portador de alguma doença, mas tb o animal não escolhe isso e por isso não tem culpa alguma. provavelmente, o miguel pegou fiv pela mãe ou pai dele, já que nunca viveu nas ruas. mas conviver com o miguel é uma dádiva tão enorme que nada muda este fato.

tenho mais 3 gatinhos vivendo comigo, o nicolau, eu primeiro filho, a lorena, que muitos me criticaram pela adoção de uma gata linda e a rita, um ariscona do site que vive comigo há quase um ano. apesar de dois anos de convivência, o nico não tem o vírus. o exame não foi feito na lorena, pois ela tem apenas nove meses e é super gordinha. e a rita, por ser arisca não se deixa tocar para tirar sangue.

confesso que chorei umas quatro horas seguidas. morri de medo perder meu filho e de passar pelo sofrimento de um tratamento doloroso. hoje, depois de falar com a dra. angélica e receber a análise dela dos resultados, estou bem mais tranquila. ele é portador sim, mas sua imunidade está excelente. não teremos que entrar com nenhum tratamento, a não ser o da gengivite.

claro que teremos que controlar sempre a imunidade dele com exames periódicos. e medicá-lo e casos especificos. mas ainda bem que soubemos disso logo, assim, podemos manter a doença sob controle para que ele nunca venha sofrer um mal maior.

meus outros gatos continuarão a conviver com ele, pois a transmissão é raríssima em gatos castrados, já que a doença é transmitida pelo ato sexual ou por troca de sangue. ou seja, eles teriam que brigar feio, com sangue e tudo mais. o que não acontece aqui em casa.

além disso, é uma doença exclusivamente de gatos, então nem eu e nem ninguém que conviver com ele corre riscos. cachorros tb não correm riscos. é vida completamente normal. como disse a dra. angélica, ele exige atenção especial e não cuidados especiais.

ainda bem que o miguel é meu filho e tem a chance de saber que é um gato especial, além de receber o melhor tratamento, a melhor ração, cuidados e muito amor. para mim, esta é uma história feliz de um gato que ganhou a chance de ter qualidade de vida. triste mesmo seria se ele morresse sem nunca ter tido a sorte de ter uma casa, uma mãe que coloca ele como prioridade, dois irmãos que brincam com ele, uma cama quente e uma coberta cheirosa para se esconder de noite, além de tias que se preocupam com ele.

e eu só tenho a agradecer por ele ser meu filho e me retribuir com carinho, denguinho e amor.

obrigada por ser meu filho, miguelito. mamãe te ama mais que tudo!!

20 comentários:

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Luísa, conheço vc só aqui do blog, mas fiquei com vontade de ser uma fada e bater minha varinha aí na sua casa e mudar todas essas adversidades pelas quais vc está passando. Fiquei muito preocupada, e nem podemos imaginar o que vc está sentindo.
Acho que nem adianta eu dizer isso ou aquilo, mas mesmo a gente nem se conhecendo direito saiba que vc pode contar comigo, pois gateiras estão ai pra isso.
:)

disse...

lu, vai dar tudo certo! já sabe que pode contar comigo, né?

bjo pra vc e um bjão no miguel delícia! :)

Nivea disse...

É isso aí, Luíza. Você foi certeira com suas palavras. Você foi abençoada por ter o Miguel e o Miguel foi abençoado por tê-la como mãe. Saber que nossos filhos são doentes é muito triste, mas graças a Deus, o Miguel está em boas mãos. Você dará atenção mais do que necessária às condições dele. E como o Miguelito é um gatão forte tenho certeza que ele terá MUITOS anos cheios de vida, peraltice, amor e chamego. O mais importante é o amor, e isso você tem se sobra e o Miguel sabe que é amado de forma incondicional.

Beijos, bela.

Cris disse...

Lu,

Fico comovida com o carinho e o amor que você tem pelos seus filhos felinos.
Eu tenho filhos saídos de mim e 4 gatos que, para mim, são como filhos também.
O Miguel realmente tem sorte por ter te encontrado...

Beijo e boa sorte!!!
Cris

Sylvia disse...

Oi, a Dra Angelica te deixou mais tranquila e com isso vc tranquilizou a gente tb!
Como ela falou, o Miguel é um gato super saudavel e com certeza ainda vai viver muito e bem!!
Estamos torcendo!
bj Sylvia, Tita, Nina e Docinho.

Gata Lili disse...

Que linda essa e muitas das suas histórias!!! Vc realmente FAZ A DIFERENÇA!

Bigodes e Almofadinhas disse...

Lu,
Tamo aqui pro que der e vier. Miguelito é um anjo e vai viver sua vida de anjo enquanto puder.
Beijos

May disse...

Oi Luisa,
leio seu blog desde sempre, mas nunca tinha comentado. acompanhei tudo que voce passou com a pepita. realmente não é fácil um baque desses após a perda da sua outra filhota.
mas saiba que Deus só nos dá a cruz que ele SABE que podemos carregar, entende?
seu filhote é muito amado, fofo, querdo, e como vc mesma disse, ele é tão carinhoso que tudo que voce faça por ele apenas será retribuir o que ele te proporciona como filho! afinal nós gateiras somos eternas mamães.
recentemente tambem sofri com um de meus 3 filhinhos com sarna, e ainda estamos em tratamento (3 meses). mas eu apenas retribuo a afeicao que ele me da e cumpro meu papel de mae. realmente seria pior se eles sofressem na rua sem nunca ter um carinho,uma familia!
voce o ama, e é capaz de cuidar dele c omo ele merece. creia que dará tudo certo e não chore, pois os gatinhos sentem tambem!
Deus te abençoe, um feliz natal e chuvas de bençãos na sua vida em 2010. você é iluminada e mesmo de longe, te mando boas energias.
Beijos!

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Não tive coragem de comentar antes, talvez porque tenha acompanhado sua luta com a Pepita e meu coração tenha ficado apertado... Mas também convivo com uma piluda com câncer, nosso tio de branco nos deu de 1 a 4 anos, eu apostei nos 4 e já fazem três anos. Sei que um dia ela vai querer voar, mas até lá agradeço a Deus por ter me deixado conviver com um ser tão iluminado. Beijos, feliz Natal.

Ana, Aprendiz de Anjo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prosopopéias Cintilantes disse...

OI, Miguel

Que linda declaração de amor que você ganhou da sua mãe! Foi muito lindo de ler!
Você é um menino de muita sorte e com todo esse amor que você stá recebendo, tenho certeza que a sua vida vai ser longa e muito feliz!
Um beijo,
Stela

Helo disse...

isso aí garota! vc ama o miguelito e tenha certeza q ele tbém te ama muito! vai dar tudo certo!!! força na peruca! rs... ah... mudando de assunto... resolvi levar minhas 3 gatas comigo para a praia. daqui de curitiba dá mais ou menos 1h e 30 de carro mas confesso q estou morrendo de medo. vc tem alguma dica prá me dar? vai ser a primeira vez q vou levá-las prá sair de carro, exceto quando vão ao veterinário. a dra carla q cuida delas receitou um calmante mas sabe como é qualquer outra informação ajuda... bj grande!

Maira disse...

Ao terminar de ler este post, pensei: puxa! que bom que o Miguel tem a Lu de mamãe, todos os bichos do mundo deviam ser amados assim.
Lu, com certeza ele vai ter uma vida normal e longa, eu realmente acho isso! O amor entre vcs é maior que tudo!
bjs pra todos dessa família linda!

Cristina Aparecida disse...

Oi Luiza, é isso aí, ainda bem que o Miguelito tem voc~e que o ama tanto, vc já superou isso etudo vai dar certo. Estamos ai para o que der e vier. Bjs prá vc, Miguelito, Nico, lorena e Rita, FELIZ NATAL e um 2010 muito abençoado.

neko disse...

e com o amor que vocês dois compartilham, tudo vai ficar mais facil, vc vai ver :)
abraços para você, o miguel e o resto da sua linda familia!

Nana disse...

Lú:
Nossa imagino como esta notícia te abalou...mas conheço gatos que convivem com a doença a muito tempo sem se manifestar.
Vc tem amor carinho e cuidados pelo miguel, tenho certeza que ele continuará assim saudável por mto tempo!!
Bjs

duda lima disse...

luí,
nossos filhos continuarão amados e queridos sempre!
força para vc, para o miguel e toda a família!
bjinho

Gatinhos de toda parte disse...

Eu tenho um gato Fiv +

Foi adotado já adulto, cheio de cicatrizes e marcas de brigas :(

Quando testei, meu coração já dizia que daria positivo por causa das marcas que a vida nas ruas deixou nele

Entendo bem a sua reação inicial

Mas o dr Valdo me tranquilizou. Disse que faríamos apenas exames com mais frequência que nos outros gatos. De resto, vida normal!

Ele está com 15 anos de idade agora, saudável apesar do vírus

Não será diferente com o Miguelito :)

Paula Guima disse...

Vida longa ao Miguel, à mamãe LUouca e a toda a família!!

beijão, Lu!!

Flavia disse...

lu,
vamos fazer o tratamento e se deus quiser vc consegue controlar isso e acompanhar de perto para que a doença nao cause transtornos e ele viva muito tempo do seu lado. conte comigo, vc sabe ne?
beijao