sexta-feira, 18 de junho de 2010

mitos

as pessoas adoram pegar uma informação que recebem, sem a menor preocupação de verificá-la, e passar adiante. isso é uma das coisas mais comuns hoje em dia. é por isso que muitas vezes, mitos e mentiras se espalham por anos e anos e acabam se tornando “verdades”.

ninguém sabe quem começou e nem de onde surgiu, mas todos “juram” que viram a carla perez falando no programa do jô que o prato predileto dela é de porcelana. vc viu mesmo? cadê?

com os gatos não é diferente. as pessoas escutam absurdos, que passam de geração em geração, e saem espalhando sem menor respeito e preocupação com a verdade. e os coitados ganham famas sem ao menos deitar na cama!

por não concordar com isso e querer acabar com a ignorância das pessoas em relação aos gatinhos resolvi escrever sobre alguns dos muitos mitos que eu escuto as pessoas me perguntarem quando vou entregar os pequenos adotados.



a idéia é pesquisar com veterinários que possam ajudar a desmascarar alguns mitos, mas também mesclar com meus conhecimentos. embora eu tenha gatos há apenas quatro anos e pouquinho [sim, meu primeiro gato foi o nico], o trabalho com o aug acabou sendo um super intensivão sobre estes felinos. e hoje, por incrível que vc possa achar, acabo sendo, muitas vezes, usada como consultora para assuntos dos mais diversos.

se vcs tiverem alguma dúvida ou alguma dica de como ajudar neste ponto, mandem e-mails para mim.

beijos
ldg

5 comentários:

Cris disse...

Um tema bom seria "os gatos não se apegam aos donos, se apegam à casa". Contesto isso todos os dias com as pessoas... Outra coisa legal é sobre não poder ter gatos quando se está grávida ou com crianças pequenas em casa.
Vou acompanhar de perto estes posts!! :)

Amor e Miados disse...

ja me devolveram dois irmãos pq estavam "possuidos" , tentei explicar que era surto de energia, que todos os gatos, independentes da idade tem, mas a pessoa, ignorante, n quis saber...

outra coisas que escutamos são aquelas perolas de pessoas que não querem gatas, mesmo castradas, pq n acreditam que a cirurgia acaba com qualquer problema relacionado a reprodução

Amor e Miados disse...

ah, e é claro... aqueles que quando dizemos que o gato macho tb tem que ser castrado, se ofendem, dizendo que não vao deixar o gato virar "bicha"

patidiamante disse...

muito boa a sua idéia! seria legal falar do mito que todo gato transmite toxoplasmose...

Nivea disse...

Oi, Luíza.

Um tema q acho importante é as doenças q se manifestam em gatos mais velhos. Tenho uma gatinha com treze anos q foi diagnosticada com hipertireoidismo. Para chegar ao diagnóstico tive q insistir muito para que a Vet q atende aos meus bixamos fizesse os exames para dosagem de TSH, T3 e T4. A alegação dela é q a doença é rara, ela sequer tinha conhecimento dos sintomas. Depois de descartadas as hipóteses de doenças mais comuns, a confirmação do diagnóstico só foi possível depois de consultar com uma Vet especialista em felinos de Curitiba-PR. Enquanto isso a gatinha definhava a olhos vistos. Enfim, como a expectativa de vida deles aumentou muito, é importante esclarecer q o q era raro há dez anos, hoje é mais comum do q se imagina. E, um simples exame de sangue pode fazer toda a diferença para um diagnóstico e para a vida desses preciosos seres.

Abraços, Nívea.