quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

rita

rita é a mais nova filha temporária lá de casa. não sei como ela é de fato, se é grande ou pequena... nem se seus pelos são macios. só sei que seus olhos são amarelos, redondos e cheios de medo. só consigo vê-la de longe, no canto de cá da toquinha que ela escolheu para passar a maior parte de seus dias.

medrosa e arisca, ia ser castrada e devolvida as ruas por total falta de espaço. mas quem disse que meu coração resistiu? não tem como não fazer nada!

nem sei se uma dia ela conseguirá socializar para ter chances de adoção. mas eu confesso que não pensei nisso. só queria que ela tivesse uma vida tranquila, segura e confortável. e abri minha casa para ela. que seja minha inquilina enquanto quiser, puder e tiver vontade. o prato de comida e água sempre estarão lá, a disposição dela.

2 dias num cantinho da prateleira dos lençóis. vez ou outra na caixa de transporte do parapeito da janela. não sei se come direitinho, se usa a caixinha. acredito que sim, pela quantidade de coco que eu limpo diariamente, muito coco para a belle sozinha.

todos os dias entro lá, dou uma olhadinha e verifico se está bem. só vejo seus olhões amarelos e redondos cheios de medo. falo baixinho, digo que está tudo bem e sumo do campo de visão! sempre com o coração cheio de esperanças que elas esteja alimentada e saudável!

são francisco há de protegê-la!

6 comentários:

Nice disse...

Lu, com esse coração imenso que você tem, com certeza a Rita logo, logo irá perceber que você é uma pessoa diferente das que ela conheceu anteriormente, e que devem ter feito com que ela ficasse com esse medo todo.
Um beijo procês!

Jane disse...

Tenho certeza que mais alguns dias ela já começa a sorrir :) para vocÊ.
Continua assim falando baixinho, procurando conversar com ela.
Experiencia propria, o meu Porfilio Polenta Pires pq lá em casa é igual a sua todos tem nome e sobrenome.
Era super arrisco não deixava nem chegar proximo, hoje ele não quer sair do colo. chega até a babar quando fico coçando a pança dele.
Vai com calma, que logo logo ela estara junto com os meninos andando pela casa toda toda a princesa.
Boa sorte
bjs
Jane

milene widholzer disse...

É verdade. Ela logo vai perceber teu carinho e respeito e vai se aproximar. Bjos

disse...

fiz o mesmo com o brother e veja o pinguim gordinho e carinhoso que ele é hoje! :)

vc tem mesmo que respeitar o tempo dela e não forçar amizade. com o tempo ela vai confiar em vc!

boa sorte!

Daniela disse...

Gostaria de presentera seu blo com um selinho. Passa lá no meu e pega. Bj

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Já tive um gato assim, todos os dias me sentava no chão de frente para ele estendia minha mão e ficava conversando. Um dia ele se aproximou e a cheirou, depois disso nos tornamos amigos, porém demorou para cativá-lo. Não desanime. Beijos