quarta-feira, 14 de outubro de 2009

louca, estressada e feliz

cheguei ao limite da loucura. na verdade, cheguei ao limite de suportar uma situação tão estressante. não é qualquer um que dorme duas semanas num sofá, com três gatos em cima, uma mamãe e quatro filhotes no quarto e dois gatos no outro. não dava mais.

na sexta-feira a rita [moça que trabalha em casa] levou a norma jean. foi paixão a primeira vista. no sábado, como previsto, montaram meu guarda-roupa. além disso, o zé foi doado junto com o safári e assim sendo, só restou a rita [gata] no quarto dos temporários.

a montagem do guarda-roupa foi meio estressante para ela. ela não entendeu nada o que era aquele homem e ficou encolhidinha. como já tinha um plano de voltar a dormir o quanto antes na minha cama e para isso precisava liberar o quarto da rita, deixei a porta aberta para ver se os meninos brigavam menos com ela e se ela estressava menos com a novidade.

a pentelhinha se enfiou na prateleira de sapatos e não saiu de lá por nada. ficou ali assustada e escondida. achei que ia enlouquecer. fiz carinho, conversei e aos poucos ela foi se soltando e dando umas voltinhas pelo quarto.

diferente de todos os outros gatos que passaram pela minha casa, ela se quer arriscou uma escapadela. não olhou a porta, não ameaçou correr. nadica de nada. simplesmente ficou no quarto em que ela ficou os últimos 10 meses e lá permaneceu.

meus gatos entraram lá, cheiraram tudo. fizeram fu, tentaram bater nela. mas, por estar em território conhecido, ela ficou relativamente tranqüila. saia da toquinha quando eu aparecia, se esfregava em mim, mostrava a barriga, apreciava as escovadelas.

tudo ia bem, até que segunda eu tive um surto. chorei, estressei, pirei de verdade. percebi que estava completamente louca com aquela situação e que eu não podia me prejudicar para não estressar um gato. claro que sempre vou fazer o meu melhor, mas tenho que ter um limite para ter saúde e conseguir cuidar dele de verdade.

ontem, depois de um dia cansativo de trabalho, chateações, tristezas, depressão, compras no mercado, decidi que ia ter uma noite de sono tranqüila. na minha cama de casal, com meus gatos bem acomodados. tranqüila, feliz e saudável.

peguei a jezebel [mamãe] e os filhotes e os coloquei no banheiro. abri a porta do meu quarto, peguei as coisas dela e coloquei no quarto dos temporários. sentei no chão e esperei a rita falar comigo. ela saiu da toca e ficou fazendo graça na minha frente. peguei ela com delicadeza e coloquei no meu quarto, fechando rapidamente o quarto dela. depois disso, peguei jezebel + filhotes e arrumei no quarto dos temps!

a rita ficou desesperada, ficou na janela, depois entrou embaixo da cama, onde eu tinha deixado um cobertor para ela, caso ela não quisesse sair de lá. coloquei uma caixa de areia no corredor, para encurtar o caminho e um pote de ração e água na beira da cama.

confesso que fui egoísta ontem e que isso me fez bem. cerca de 10h30 fui para cama. nem acreditei quando deitei nela, depois de logos 15 dias longe. parecia o paraíso. deitei e dormi como um anjo.

umas 3h da manhã acordei com fus, corridas e perseguições. a rita saiu debaixo da cama e a molecada ficou perseguindo a coitada. tinha esquecido como uma adaptação é cansativa. como o stress toma conta da casa. tinha me prometido nunca mais passar por isso, por conta dos vômitos do nico. morro de medo da rita regredir o contato comigo por conta disso. mas depois pensei que melhor fazer isso logo que adiar o sofrimento.

hoje, quando acordei, procurei a bichinha pela casa e nada. confesso que verifiquei até as telas, para ver se estava tudo certo. depois de revirar tudo, vi que a ritinha estava embaixo da máquina de lavar roupas. coloquei um potinho de sache, falei com ela e desejei boa sorte. expliquei que agora ela tem uma casa só para ela e que os meninos são malas, mas com o tempo acostumam.

tomara que ela não me odeie por isso e que novembro chegue logo, para que a harmonia volte a reinar no meu lar. tomara que meus filhos a aceitem bem e que sejam grandes amigos. espero do fundo do meu coração, que ela um dia durma comigo na cama e que eu consiga tirar muitas fotos para vcs apreciarem a belezura!!!

10 comentários:

cynthia disse...

Lu duvido que seus meninos sejam tão mala sem alça como a Bia..ela não vai aceitar a milela nunquinha, paciencia!a mila já aceitou a chatice, e eu não desmaio mais a cd cantoria delas! a milela não me odeia por isso, e a bia ficou mais chiclete. vc faz MTO, mas não pode esquecer de vc! to indo viajar(precisei procurar o significado de férias no aurelio), mas na volta se precisar, estou aqui! bjs e bons sonhos na sua cama!

Adri Rockmann disse...

Oi Lu, puxa vida que barra!! A única coisa que posso te falar é que na minha opinião vc fez certo, se não estiver bem, não tem como cuidar dos bichos! Eles irão se adaptar sim e a Rita vai te amar cada vez mais com a sensação de liberdade que ela vai se acostumar! Boa Sorte!!! Bjs

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Entendi direito?! A Rita ganhou casinha e Mami carinhosa e irmãos só dela?! Beijos

Satya disse...

Sou nova aqui, então oi!
Confesso que senti vontade de te abraçar lendo esse post. Eu tive uma época com 5 bebês de poucos dias abandonados pela mãe, um gato "de casa" que odeia novidades e um temporário (que depois ficou permanente) com Felv. Tem hora que bate um desespero...
Mas amei a forma como vc lidou com tudo, porque mesmo que não seja sempre, a gente vem em primeiro lugar.
Senti vontade de abraçar a gatinha também.
Boa sorte pra todos vocês. ♥

Camila Vieira disse...

A Rita já é castrada e vacinada?

Lizandra disse...

Tem selinho para você lá no meu blog "Alguém que Ama Gatos", passa lá pra pegar...

Quel de Meneses disse...

Eu confio no seu julgamento e sensibilidade e acho que você fez certíssimo. A agora é a parte chata, deixar o tempo surtir efeito. Meninos são mesmo malas! rs

wal disse...

Sabe, por orientação da vet dos meus gatinhos, seria melhor deixar a sua gatinha por 1 semana,sozinha num quarto até os outros gatos se acostumarem com ela.Fiz isto com a última gatinha que resgatei das ruas e ela se adaptou bem com os outros 2 gatos que eu tinha.Espero ter te ajudado.Um abraço e Boa Sorte!!!Wal.Ela vai se acostumando com o cheiro deles e eles com o cheiro dela.

wal disse...

Sabe, por orientação da vet dos meus gatinhos, seria melhor deixar a sua gatinha por 1 semana,sozinha num quarto até os outros gatos se acostumarem com ela.Fiz isto com a última gatinha que resgatei das ruas e ela se adaptou bem com os outros 2 gatos que eu tinha.Espero ter te ajudado.Um abraço e Boa Sorte!!!Wal.Ela vai se acostumando com o cheiro deles e eles com o cheiro dela.

Louca dos Gatos disse...

oi wal, a rita está na minha casa desde janeiro. foram 9 meses para ela se deixar pegar. então, ela tem que se soltar.... entramos com homeopatia!!! vamos ver se melhora!