quinta-feira, 19 de novembro de 2009

fim de ano

eu sempre odeio esta época do ano e sempre torço para que ela passe tão logo que eu nem perceba que o ano acabou. não faz o menor sentido, isso é verdade, afinal, o ano vai mudar e nada acontecerá de tão novo.

sempre fico na expectativa de que quero fazer uma coisa legal na virada do ano, mas nunca acontece de fato. há tempos meus finais de ano têm sido chatos e sem nenhuma graça. fico vendo as fotos das pessoas e elas se divertem horrores, viajam... e eu, viajando ou não, sempre odeio o reveillon.

este ano, muitas pessoas me procuraram para que eu as ajudasse a cuidar de seus gatinhos nesta época. ou seja, de novo, elas vão se divertir e eu ficarei cuidado de gato alheio. não que eu não goste de ajudar e de cuidar dos gatinhos, mas será que este ano eu consigo arrumar alguém que cuide dos meus e eu viaje?

para falar a verdade, acho que a história se repetirá. isso pq a jezebel e os filhotes devem castrar em 15 dias. isso significa que estarão prontos para adoção bem na véspera do natal. nesta época ninguém adota animais. isso pq as pessoas normais se divertem enquanto gente “louca” cuida de gato de rua, né?

além disso, acabei de pegar 4 chaveirinhos para cuidar. gatinhos com cerca de 30 dias que estão no meu banheiro pois não tinham onde ficar. como olhar para aqueles micro gatos e não fazer nada? não dá, então mais uma vez, enquanto as pessoas têm seus banheiros limpos e fazem coco como gente normal, meu banheiro tem ad e areia por tudo quanto é lado e eu faço como com 4 chaveiros de gatos vivos me arranhando e subindo no meu colo.

claro que já os amo mais que tudo. claro que fico estressada o dia todo para saber se conseguiram comer a ração seca. de qualquer maneira, eles estão comendo latinha ou ad 2x por dia. comem que nem condenados. mas eu sempre estou achando que o frajola nariz rosa não ta fazendo coco, que o pretinho come pouco, o tigrado está pequeno e o frajola bigodinho tá tristonho.

largo tudo que estou fazendo no trabalho e corro para casa para poder limpar tudo e dar comida mole para eles. morro de pena que não vêem a luz do dia, pois meu banheiro não tem janelas. morro de pena que não têm mãe e nem minha atenção todos os momentos do dia.

mas também sei que estou fazendo bem mais que a muita gente faz. estou abrindo mão de muita coisa que as pessoas da minha idade fazem. estou abrindo mão de receber visitas. quem vai entender o que eu faço, se não alguém que também tenha gatos e que os ajude? fazer o que, né? como diz a denise, senão existissem idiotas como eu, os gatos estariam todos mortos e abandonados na rua.

meu estado emocional atual, transformou um post dos chaveirinhos em um desabafo pessoal. mas eu estou, de fato, passando por problemas pessoais e isso tem em deixado emotiva, depressiva e cansada. só que é tanta responsabilidade que eu nem consigo parar para cuidar de mim mesma =((

poxa, eu mereço viajar no ano novo!!!! por que só eu que fico em casa sem nenhuma diversão?

10 comentários:

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Onde vc mora, Luísa? Que dias exatamente vc gostaria de viajar? Quem sabe eu posso ajudar em algo.

Cris disse...

Lu,

Primeiro eu gostaria de dizer que há algum tempo acompanho o blog do AUG. O encontrei na época que eu, meu marido e meus filhos adotamos uma frajolinha de rua e sua ninhada. Hoje estamos com ela, uma pretinha safada e um casal de sialatinhas, todos LINDOS!!! Você pode vê-los no blog http://laslinhasepelos.blogspot.com.
Depois encontrei o seu blog e o tenho acompanhado sempre também, pois sou apaixonada por gatos, sempre fui. E vou te dizer uma coisa: admiro demais pessoas como você, capazes de abnegar de tudo para cuidar dessas coisinhas lindas que são abandonadas ou mal tratatadas.
Eu SEI que não deve ser fácil. Com 4 gatos em casa eu já fico quase louca às vezes. Eles ficam a manhã toda sozinhos e, quando chegamos na hora do almoço, a casa tem areia e cocô de gato para todos os cantos. Mas nós pacientemente limpamos tudo para que a casa fique aceitável novamente. Também não convido qualquer um para ir até nossa casa, pois não são todos que gostam de gatos e menos ainda os que entendem como podemos deixar quatro peludos subir por todos os lados e dormir comigo e com meu marido na nossa cama.
Sei o que é não poder viajar por não ter quem cuide deles. E mesmo assim continuo amando-os de paixão. Como sei que você os ama apesar de seu atual estado emocional.
Então, pense como eu sempre penso nessas horas: tudo são fases e tudo passa. Tudo. Daqui a pouco as nuvens vão se dissipar e a situação vai ganhar outro tom.
Se morássemos próximas, eu mesma cuidaria de todos os gatinhos para que pudesse viajar. Mas tenho certeza de que isso vai acontecer e alguma outra boa alma, boa como a sua, irá te ajudar.

Beijos e, como diria minha irmã, força na peruca!!!
Cris

Nice disse...

Lu,

eu cuido de 04 chaveirinhos...acho que consigo administrar mais quatro...podemos conversar...por um tempinho acho que consigo.

Leila disse...

Luisa, que tal se vc fosse viajar num fim de semana normal? aí vc faz um "reveillon" adiantado ou atrasado... e bem mais fácil de achar alguém para cuidar dos seus peludos... a propósito, também odeio reveillon, enquanto todo mundo está embasbacado vendo fogos eu me aborreço mortalmente. beijos e força

Ju disse...

Bom, tb não tenho vida própria pois tenho que escrever minha dissertação de mestrado pra entregar até janeiro (completa) pra minha orientadora sociopata, então se precisar de ajuda pra cuidar de gato, cachorro, papagaio ou esquilos da mongólia, é só avisar (só me recuso a cuidar de peixes, porque eu olho pra eles e vejo uma moqueca em potencial). Até ficaria feliz em ajudar, pois aí tenho desculpas para fugir do meu priminho hiperativo!
Bjos e sorte

Nana disse...

LU:

Vou ficar por aqui no Reveilon, se precisar de ajuda é só falar!!!!
Vc merece um descanso!!
Ah uma paciente minha parece q vai ficar com o Tadeu.... fiquei mto feliz e isso nem teve dedo meu... rs parece q o namorado tbém vai querer adotar um... mto legal!!
Bjs e me fala se precisar de um help

Felina disse...

Poxa Lu não fique assim, todos temos nossos momentos de tristeza, mas esses pequenos fazem tão bem para nossa alma que penso que compensa todas as mazelas que passamos, fique bem, beijos no coração.

disse...

qdo li o que eu te falei, dei risada... mas penso isso mesmo! se não fosse o bando de tontas que está disposta a se ferrar pelos bichos, o que seria deles?

vc merece viajar no ano novo, no natal, ter tempo para cuidar de vc e ficar com os seus gatos. :)

neko disse...

olá :) acabei de conhecer o seu blog. sou dona, apaixonada e protetora de gatos ( não só de gatos, mas eles tem meu coração )
e me identifiquei muito com seu post do fim de ano. também não gosto dessa data e nunca consigo fazer o que realmente quero. e também sei o que é largar tudo para cuidar de filhotinhos abandonados ou dar assistencia a um gatinho internado em uma clinica e fazê-lo se sentir menos só. no momento estou cuidando de um gatinho que foi abandonado para morrer de fome em uma faculdade, o irmãozinho já foi adotado e ele espera uma nova casa. apesar de todos os problemas, tudo se torna insignificante quando o vejo brincando alegremente e ronronando satisfeito, assim como o meu arthur, também resgatado e que enche meu coração há 3 anos :)
você realmente faz mais do que qualquer outra pessoa que somente diz - morro de pena - e não estende a mão.
fico muito feliz toda vez que encontro uma "louca dos gatos" como eu :)
se quiser me adicionar no orkut, seria um prazer - otávia mello
abraços!

malicursi disse...

Não é fácil...
bom, eu nunca viajo...desde que tenho minha bicharada não deixo mais eles aos cuidados de ninguém...
Ah, sei lá...uma tem que tomar chá, outra só gosta de sachê fresquinho, enfim, eu sei que cuido direito e não vou me divertir deixando-as assim...
quem sabe um dia eu consiga?
mas pra falar a verdade...minha casa é meu hotelzinho 5 estrelas :) adoro ficar lá!!

se vc precisar viajar, estou às ordens, viu

beijo e mantenha a calma, sempre