segunda-feira, 4 de outubro de 2010

brasilino

catloversday + temporário novo + entrega + amigos + tudo um pouco. o resultado é a ausência forçada deste aqui. além disso, agora o acesso é só em horário não comercial, o que acho muito justo, mas avisa para minha inspiração de redatora, por favor.

bom, vamos ao que interessa. vocês lembram do brasilino? do boletim de julho? sem saber como e nem a causa, o brasilino ficou 30 dias, isso mesmo, 30 dias exatamente como vocês estão vendo. a pessoa que nos pediu ajuda disse que ele perambulava por 30 dias pela rua e ninguém fez nada. as pessoas passavam, viam o gato mancando sem um pedaço da perna e continuavam andando...



provavelmente a pata foi quebrada, necrosou e caiu. imaginem a dor! só que estes dias ficou para traz e, além de ser operado, agora ele passa uma temporada na casa da louca dos gatos até achar um dono banaca.

o que mais me impressiona é como um gato que sofreu tanto, pode ser tão carinhoso e esfreguento. é só entrar no quarto que ele começa o miado rouco e a me dar cabeçadas. ele gosta de colo, de coçadinhas e até arrisca umas corridas.

olha só quando ele chegou em casa:





do tempo de rua, só sobrou a falta da patinha, que aliás, não faz falta nenhuma, viu? ele anda, corre, pula e sobe e desce da mesa. uma coisa rica demais. ele é o máximo.

mas, como a lotação da casa da louca está esgotada, nos resta cuidar do pequeno até que ele ache um dono a altura que não se importe com uma patinha a menos. quem lê o ldg faz tempo sabe que sou honesta com o comportamento dos gatos. uma patinha a menos não faz a menor diferença para o brasilino, viu?

não se deixe enganar pelas aparências. adotar o brasilino é felicidade garantida.

outro pentelhinho que apareceu em casa foi o mário, só que ele já tá adotado. só está fazendo um tratamento de gripe e fungo e no final de semana vai para a casa nova. achei que o brasilino ia estranhar, mas que nada. se amam. dá até vontade de doar os dois juntos. é uma alegria só. acho que o mário trouxe alegria para a vida do brasuquinha.

torçam para o brasilino, ta? o pequeno merece demais!

beijos

9 comentários:

Janaina Lima disse...

Oi, eu sempre visito seu blog, mas nunca comento. Fico sempre emocionada com as histórias desses bichanos. Eu tenho 4 aqui em casa e ajudo minha mãe a cuidar de pelo menos uns 10 na casa dela, pois lá tem bastante espaço para eles. Sou uma apaixonada por cães e gatos e minha vida não seria a mesma sem eles. Que bom que o Brasilino esta se recuperando, tenho certeza que ele encontrará uma família linda pra amá-lo muito.
bjus

kazinhabueno disse...

Esse gatinho deve ser um anjinho que veio pra Terra. Como pode passar por tanto sofrimento e ainda ter um coração tão manso e carinhoso? Coisa de Deus e de anjinho! Logo a família dele vai aparecer e serão felizes para sempre :D

Mika °° disse...

Oie,

Que triste saber que as pessoas passavam por ele e ninguém fez nada. Eu tb tenho uma gatinha que não tem uma patinha, tb foi vítima de alguma crueldade humana.

Chorei quando li a história, tomara que alguém adote ele, pois esse gato é guerreiro.

Beijos,

changinroom.blogspot.com

Carla Pinheiro disse...

Luí

Fiquei paixonada por ele!
A única coisa estranha é o nome... hihihih

Que nome feio... podemos chamá-lo de triperninha?

Que bom que vc existe!

beijocas

Monike disse...

amo gatos, tenho dois.

Adorei seu blog.

Quando der venha visitar o meu blog e fique a vontade para ser a minha seguidora.
Ficarei muito feliz ^.^

http://cha-com-cupcakes.blogspot.com

Bjs

*-* Meninas Prumff*-* disse...

Ain tadiinho =(
eu adoro bichinhos e fico pasma quando vejo alguma história de maldade com eles...
Lindona ameii seu blog e claro.. Tô seguindo !
Passa lá no meu e se gostar segue tb ok ?!
Beijão flor *-*
http://meninasprumff.blogspot.com

Prosopopéias Cintilantes disse...

Estou aqui na torcida por ele!
Agora que está sendo cuidado, a vida dele vai ser muito melhor, longe daquele passado de dor e sofrimento.
Espero que logo ele encontre alguém para amá-lo, como ele merece!
Stela

Valentina disse...

Oi, eu sou a Val e divido meu blog com minha amiga Chibi, se quiser dar uma olhadinha depois =]

Nossa, não sei como as pessoas conseguem deixar os gatinhos tão lindos sofrerem tanto na rua, sozinhos...

Mas que bom que ele tem um lar temporario,né?

Beijinhos e ronrons

Gata Lili disse...

Oi amiga, vc recebeu algum emial da Total Alimentos sobre ração?