terça-feira, 8 de maio de 2012

competição do que mesmo?


o trabalho com proteção animal é, ou deveria ser, um trabalho somatório em que uma pessoa torce pela outra, pois sabe que se fulano resgatar um gato de rua, será um gato de rua a menos para eu resgatar.

para mim isso é tão óbvio que eu não me canso de ficar passada quando vejo notícias que me mostram o contrário. pessoas disputando quem é mais ferrado, quem precisa mais, quem é maior e mais conhecido, quem pega mais gato estrupiado.

sério mesmo que isso é importante? sério mesmo que vale a pena vc ressaltar uma coisa destas quando fala sobre vc? honestamente para mim não faz nenhum sentido. nenhum.

olha, já recebi pedidos de cancelamentos de adoção diversos pq a pessoa tinha acabado de achar um gatinho na rua e decidiu ficar com ele. nunca fiquei chateada que o gatinho que eu estava cuidando não tinha tirado a sorte grande daquela vez. eu só pensava que a pessoa tinha sido massa demais e tirado mais um pequeno das ruas.

pq de fato, nunca achei que os gatos de que cuidei fossem melhores que os gatos de outros protetores ou algum que esteja vagando por ai. para mim, gato é gato e todos merecem um lar, uma cama e uma dona maluca que o agarre sem parar.

competição na proteção animal não faz sentido, é burro e mostra além de arrogância, despeito. sim, pq mamãe me ensinou que o ataque sempre mostra um desejinho do acusador em ser o “acusado”.

5 comentários:

Milene disse...

Falou bem!! O que importa é um lar, amor, cuidados. Não tem que ter essa de "quem dá mais", não é competição. É para ser por amor e respeito à vida.
Bjs

Lyra Libero disse...

Apoiado, Lui. O problema são as pessoas, é o ser humano. Para mim, ajudou, não importa muito se foi mais ou menos. o que importa é o gatinho ganhando comidinha, lar, amor e carinho, mesmo. Beijo!

eva disse...

Eu quero é o bem estar dos gatinhos. Agora o problema é a vaidade das pessoas que as vezes mesmo sem intenção surge e atrapalha. Uma vez nos velhos tempos do Orkut, entrei em uma comunidade sobre gatos, para aprender um pouco mais e saber as experiências das pessoas, mas acabei saindo pois os ditos protetores ficavam criticando as pessoas novas que não sabiam cuidar dos animais de forma perfeita, diziam aqu enão iam ficar repetindo informação, que eram para essas pessoas lerem todos os tópicos antes de fazerem perguntas repetidas. Agora imagina na escola se o professor criticasse o aluno toda vez que ele fizesse uma pergunta que já tinha sido feito em aulas passadas. Se voce quer que as pessoas façam o certo e abre um lugar para trocar informações, tem que repetir, tem que orientar. Tenha uma amiga que gosta muito de gatos mas sempre os criou soltos, com isso muitos fugiram ou morreram, ela não é má ou burra, só não tinha ainda informações adequadas, fui falando, dando dicas e acho ela tem um gatinho lindo que mora só dentro de casa, castrado e feliz. Eu mesmo aprendi muitas coisas com tantas pessoas e leituras sobre o assunto.
O chato é as pessoas criarem preconceitos ou se acharem melhor por fazerem algo. Cada um ajuda como pode e é isso que importa.
BEijos

Gata Lili disse...

Disse tudo! Você tem toda razão. também não concordo com esta competição entre protetores. não ajuda em nada. divulguei este post no meu twitter.

Thathy disse...

Isso é uma das coisas que mais me irrita...

Tempos atrás, sem querer, "estraguei" uma adoção... Uma pessoa queria um pretinho (oba!!!) e a protetora tinha 5 sialatas... Poxa, qquer um sabe q pretinho encalha... Aparece alguém querendo um pretinho e a protetora fica empurrando um sialatinha só pq ela não tem pretinhos??? Indiquei pra pessoa uma amiga que estava com 3 pretinhos... A "protetora" veio doida me xingar, dizer q eu não tinha o direito de me meter... oi? Colaboração mútua zero...

Fora os mil casos de gente que pega trocentos bichos estrupiados sem condições de cuidar, depois fica mendigando... os que cobram prá dar lt... e aqueles que fazem questão de acolher todos os casos que ficam "famosos" no fb???

Ah, que raiva, viu...