sexta-feira, 4 de maio de 2012

crise gatônica

 sabe quando você fica tanto tempo envolvida num só assunto que ele acaba virando uma coisa maçante? pois bem, to assim. não que eu não ame gatos, não queira apertá-los e nem me sinta na obrigação de fazer a minha parte. eu continuo sendo a mesma louca dos gatos de sempre. meus filhos são minha vida, eu amo fazer catsitter e estou sempre por dentro do que está acontecendo... a diferença é que cansei um pouco de ficar bitolada só nisso.

podem me julgar. sei que parece estranho. sei que é surreal tudo isso, mas o fato é que eu cansei das pessoas que estão envolvidas com o mundo proteção animal. claro, não cansei de todas, tem gente bacana, tem gente que faz a diferença e tem pessoas que me sinto abençoada por fazer parte do ciclo de amizade. entrar na confraria, por exemplo, me deu um gás novo, morro de orgulho da tati e de todos <3.

o lance todo [posso estar errada, mas é como me sinto neste exato momento] é que o povo não tem a menor noção. a grande maioria das pessoas acredita que ajudar um animal de rua é ligar para alguém que se fode toda para resgatar bichos para que ela se foda um pouco mais e ajude o animal que ela nem achou.

claro que cada um tem que fazer a sua parte. eu acho que faço uma parte importante, mesmo acreditando ou querendo fazer mais e não podendo. só que eu cansei de receber e-mails com pedidos de ajuda. simplesmente casei pq eu vejo que muita gente pode fazer, mas prefere transferir seus problemas. e não preciso de mais problemas além dos meus. a prova disso é que as duas últimas pessoas que me pediram ajuda, sumiram quando eu falei que ajudaria sim, mas que elas precisariam também fazer alguma parte do processo. ou seja, queriam passar a bucha 100% para eu resolver.


desculpa, não posso, não acho certo, não vou fazer!

sinto muito que isso possa parecer traição, absurdo ou qualquer outro adjetivo negativo que você queira usar para me definir. mas estou sendo o que eu sempre disse que sou, coerente. é o que estou sentindo, é o que eu penso e eu estou aqui me expondo.

eu tenho maior boa vontade do mundo de ajudar qq pessoa, seja por conta dos bichos ou não. estou ajudando um gatinho de uma amiga com dificuldades de andar há mais de um mês e não pedi um real para ninguém. ela está com o gato, a dra. angélica ofereceu a parte do tratamento que depende dela gratuito e eu faço a correria de levar e buscar o gato em santo andré sempre que ele precisa de consultas.

não comentei aqui, não pedi ajuda financeira e nem me fiz de coitada. eu estou fazendo pq as pessoas que acolheram o gato são minhas amigas, nunca pensaram em devolver ele, o gato é um lindo e não tem culpa, a angélica é ponta firme demais comigo e eu acho que vale a pena. o gato tem chances de melhorar e é isso que to fazendo. pronto, vocês já sabem. não tem segredo, nem frescura!

se todos fossem um pouco menos egoístas e pensassem apenas nas horas de sono que perdem ou no banheiro interditado por abrigar um gato, o mundo não seria a merda que é...

sinto muito se você não concorda. é como eu penso, é como me sinto e é por isso que eu quase não tenho mais postado, pq de fato não tenho coisas boas demais para compartilhar com vocês =((

tirando meus filhos e meus catsitters, poucas coisas bacanas sobre animais têm rolado na minha vida e caixa de e-mail... mas também pode ser só meu humor que anda lá meio ácido... espero que seja isso e que passe logo e que eu possa encher vocês de novo com mil vídeos, textos e fotos...

quem sabe?

obs: atualizei o post, pq sim, fui injusta em não citar a confraria e a tati, amiga querida que morro de orgulho de ter <3, como coisas boas na minha vida.

8 comentários:

Lyra Libero disse...

Eu entendo, Lui. É assim mesmo. A pessoa acha um gato, te liga. Você fala "te ajudo sim, levo e busco na castração, compro ração, remédio, tudo. Mas você vai ter que abrigar ele, como já está fazendo, tudo bem? eu não tenho como abrigar". A pessoa já acha ruim. Ela quer que você arque 100%.
Eu parei de responder às pessoas idiotas que são contra castração, também. Mas a última resposta que dei pra um cidadão desses foi que é por causa dele, que não castra, que eu me fodo resgatando gato abandonado e famélico. É assim mesmo, as pessoas nem ligam pro todo. Só querem simplesmente passar adiante a bucha, e ainda se acham boa demais, santas demais. Elas não sabem o que é metade disso.
Espero que a onda de desânimo passe num geral, viu. Mas acontece, não se sinta culpada menina. Stay true! beijocas.

Milene disse...

Teu amor pelos bichanos é inquestionável e teu desgaste com os humanos cara de pau e abusados é perfeitamente lógico.
Bjs e um final de semana bem bacana pra ti teus gatitos.

Repositório disse...

É foda... desculpe a má palavra. As pessoas são o Ó.
Força aí!!! Tô contigo!

Tatis Sales disse...

Me entristeço pela parte que nos toca =(

♥Liára Tuane♥ disse...

Seus gatos são muito lindos!
adorei muuitíssimo o seu blog!
beijokas
Dona Lili, seus gatos e o Mundo

Aninha Muniz disse...

Sabe o que me revolta também, é gente que coloca foto de bicho passando fome, ou que está doente ou foi maltratado... no facebook e pronto, acha que salvou o mundo. Não fazem nada pelos pobrezinhos!!! Eu cuido de 13 gatos na minha casa, não posso abrigar mais, mas quando algum bichinho precisa eu mesma vou lá ajudar, não fico esperando pelos outros...
Sei perfeitamente como você está se sentindo...

disse...

Tirando raras exceções, estou com uma preguiça sem fim dessa mulherada maluca que vive nesse mundinho paralelo e autista da proteção animal.

Haydee Guarento disse...

Sei como é,resgato gatos abandonados, levo na Janaina (Mister Vet) veterinária que cuida dos meus gatos, faço todos os procedimentos para que o gato possa sair da minha casa sem nenhum custo para o novo dono, e mesmo assim é difícil achar alguém que queira um bichano.
Quando aparece um gato de raça chove pessoas medíocres querendo adotá-lo, agora quando aparece um pretinho, nenhum telefonema sequer eu recebo.
Você não está com seu humor ácido, alguns seres humanos são um lixo mesmo.
Só pensam em seu bem estar, no sofá novo, nos móveis, no tapete,etc.... nem pensar em levar um gato, ele vai destruir tudo... é isso que eles pensam.
Não se culpe pelo seu pensamento eles são naturais de pessoas como nós, que amamos e muitas vezes tiramos de onde não temos para poder fazer algo por um peludinho.
Toda vez que sentir essa mágoa no peito faça isso sim... publique mostre para o mundo que existem pessoas como essas, que te escreveram só para pedir e que não ofereceram nada, só a vontade de se livrar do "problema".
bjs