sábado, 21 de julho de 2012

todo mundo junto

quem acompanhou s adoções dos meus gatos sabe o quanto eu sofri para adaptar a rita (que agora é mais conhecida como pêta). ela ficou meses escondida em casa, depois mais outro tanto tempo para me deixar passar a mão... cada dia era uma melhora.

quando ela começou a circular pela casa foi uma vitória. neste meio tempo ela SEMPRE dormia embaixo da cama e é por isso que até hj mantenho uma caminha para ela lá. se fica embaixo da cama que seja pelo menos confortável, né?

sempre que íamos dormir, ou ela ia para debaixo da cama, ou ficava numa espécie de prateleira que eu tinha na parede. mas nunca dormia com a gente. sempre que meu namorado dormia em casa, comentávamos se um dia ela ia confiar na gente ao ponto de dormir na cama.

este dia chegou há algum tempo. e foi uma felicidade tamanha. mudar para a casa da minha mãe ajudou muito a socialização dela também. hj a pêta é outra gata. super dengosinha e enxerida. circula pela casa livremente e adora sentar ao lado da minha mãe. aliás, ela é a mais companheira da minha mãe. impressionante como gosta de sentar no sofá com a vovó para ver televisão (hehehehe).

mesmo depois de dormir na cama, ela nunca se misturava com os outros três gatos. eu era sempre o divisor entre eles. até pq, se ela chegasse perto demais do nico, tomava uns tapas feios e sempre saia correndo. na verdade a maioria das vezes ainda é assim.

hj, pelo menos, ela consegue conviver melhor com todos eles e já fica até pertinho quando eles estão de bom humor. miguel já ameaçou uma lambida, mas ela tem tanto medo que foge.

honestamente, não faz a menor diferença onde ela está, desde que ela esteja bem. mas não posso negar que ver os quatro cheios de preguiça na mesma cama, numa distância considerável, é alegria demais para uma mãe de gatos!!


mesmo que os três ainda não lambam a pêtinha, como fazem uns com os outros, ter eles todos por perto sem escândalos e bolas de pelos voando já é sucesso total!! 

podem brigar comigo, podem discordar, mas é por isso que eu acredito na recuperação de TODO e qualquer gato, independente do comportamento inicial. minha pêta chegou para mim com a palavra "BICHONA" escrita na caixinha de transporte dela, de tão arisca... teve que ser colocada num saco de cebolas para ser anestesiada...

hj é a miadeira da casa. sempre atrás de quem queira dar umas escovadelas em seu pelinho. espero que um dia possa repetir este post, mas só que com uma foto de todos emboladinhos, namorando uns aos outros <3

7 comentários:

Cláudia=^.^= disse...

Me emociono com essas histórias. Todos merecem tudo de bom. É só dar tempo ao tempo, que tudo se ajeita. Bjk

Nicole disse...

Que lindos!
parabéns por ter uma alma tão boa!

Prateleira de Biblioteca disse...

Que liiiiindos! Lindos gatos *-*
Eu adoro!

Renata Checha disse...

São todos uns lindos!! Espero ver isso em breve também, mana!! :D

Gata Lili disse...

tudo de bom para quem ajuda os animais! muita paz!

eva disse...

Eu também comemoro quando vejo meus gatinhos juntos. Já que a Tixa e a Juju não se dão, então qualquer distancia próxima que elas ficam sme brigar me deixam felizes.
Acho que com amor e paciência qualquer animal pode mudar, na verdade não mudar mas ganhar confiança e tranquilidade.
beijos

Juka disse...

Muito bacana o blog! Tenho um blog para gifs de gatinhos, =]
www.guerrafelina.blogspot.com